Logo Comportamento Animal

Casos de Sucesso

Tobias, Nina e Bigo

Problema

Introdução de gato filhote com 2 cães adultos


descrição do tratamento

Inicialmente Tobias ficou separado em um quarto, com todos os recursos necessários como caixa de areia, comida, água, etc. Inicialmente era permitido, com a porta fechada, que a Nina viesse algumas vezes cheirar a porta. Essa etapa durou uma semana, mais ou menos.
Depois, um portão para cães que separava o pavimento superior foi equipado com uma tela para que o Tobias (que era muito pequeno) não passasse a grade. Então, eram realizadas sessões diárias de apresentação com associações positivas: Nina ficava de um lado da grade e o Tobias de outro e ambos recebiam carinho, petiscos favoritos e brincadeiras. Estas aproximações foram realizadas por um mês até ser percebido que ela até ficava tranquila na presença dele.
A próxima fase foi iniciada em que Tobias era levado para o ambiente dos cães (pavimento inferior) no colo e Nina era levada até o ambiente do Tobias na guia e era permitida cheirar o ambiente e o Tobias, sempre sob controle. Simultaneamente era oferecido ração aos dois, para que eles comessem juntos. Esta etapa durou aproximados 15 dias. Nina sempre demonstrou interesse em interagir, porém no início de maneira ansiosa e gradativamente foi reduzindo a ansiedade. O próximo passo foi soltar os dois na sala, com a peitoral e guia colocadas em Nina para caso fosse necessário segurá-la. O resultado foi a correria dos dois pela casa, brincando. Mantivemos a brincadeira por mais uns dias, sempre mantendo a Nina com a guia para o caso de precisarmos agir, e o resultado foi muito bom. Nessa fase foram orientados a possibilitar locais elevados para que Tobias pudesse subir e evitar perseguições dos cães. Ficamos supervisionando a relação durante mais umas duas semanas, já sem o uso da guia, até o dia em que começamos a incluir o segundo cão na interação. Bigo apresenta problemas articulares e algumas limitações físicas. Inicialmente tentou latir para Tobias e persegui-lo, porem com os treinos de associações positivas foi gratativamente se habituando com a presença do gatinho na casa. Hoje a relação entre os 3 é equilibrada: Nina e Tobias são muito amigos e brincam bastante, e Bigo e Tobias convivem sem muita interação porém em harmonia.

depoimento do responsável

O Tobias nunca teve medo da Nina, sempre se aproximou da grade, e a Nina mostrava um comportamento ansioso, latindo, tentando morder quando ele se aproximava, nós ficávamos apreensivos.

No final do perído de interações pela grade percebemos que não estava mais evoluindo, Nina até ficava tranquila na presença de Tobias, mas voltava a tentar morder quando ele se aproximava muito.
Na fase de interações no colo ele sempre ficou muito tranquilo, e os cães me seguiam, latiam. A Nina sempre tentava me cercar por trás para pegá-lo do meu colo. Eu acabava ficando apreensiva e acredito que essa sensação colaborava para o comportamento dos cães.
Com Nina no chão na guia, um pouco mais livre, percebemos que ela não tentava mais morder o Tobias. Ela continuava muito curiosa em relação a ele e ele a seguia apaixonadamente por todo canto. Percebemos que ele começou a morder ela (aquelas mordidas de brincadeira), e ela se esquivava.

Hoje percebemos que os 3 convivem tranquilos juntos. O Tobias passa pelo Bigo sem que este se incomode. Percebo que às vezes o Bigo tem vontade de ir brincar junto com a Nina e o Tobias, mas a condição física dele o impede, tadinho! Quando ele consegue chegar junto aos dois, a dupla se evade do local e ele fica sozinho.
O Tobias e a Nina são hoje inseparáveis, brincam o dia inteiro, é uma graça de ver! 
Atualmente, temos deixado a casa toda disponível para os animais, sem restrições de acesso, inclusive no período noturno, em que não há a nossa supervisão. Os três têm se comportado muito bem, e por enquanto não estamos tendo maiores problemas comportamentais que os envolvam.
Aos poucos o Bigo se adapta melhor e vai ficando mais "amigo" do Tobias.
Só tenho a agradecer a sua instrução para que o cenário atual pudesse se concretizar! O processo foi lento, mas efetivo!
Obrigada de coração por nos orientar e ajudar nessa fase de adaptação!!! 
Muito obrigada!!!

Entre em contato

contato@ethos.vet.br

curta nossa página no facebook

problemas de comportamento

Conheça os principais problemas de comportamento.

Saiba mais

Conheça o tratamento

Entenda como funciona o tratamento e a forma com que nós trabalhamos.

Saiba mais
2013 - Comportamento animal | Desenvolvido por Out Paper Soluções em Design